quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

JOGUINHO MIXU

Se o jogo fosse Seleção de Masters do Zimbabue e Pau Ferro Futebol Clube talvez tivesse sido mais emocionante. Numa noite sonolenta e de um futebol muito fuleiro, o Flamengo venceu o fraquíssimo Cienciano, do Peru, por 2X1, gols de Souza e Marcinho.

O Flamengo até começou bem, pressionando a equipe peruana no campo defensivo e marcando logo na saída de bola. Os caras mostraram desespero em várias situações e acabavam entregando a bola de bandeja pra gente. Mas todos os ataques e contra-ataques acabaram sendo desperdiçados nos péssimos cruzamentos do laterais, que atuaram muito mal na noite de hoje, e também nas inúmeras e infelizes tentativas do Kleberson - pra que que eu fui elogiar? - de meter a bola por elevação para o ataque. Íbson também não foi aquele jogador genial da partida contra o foguete.

O Cienciano começou a gostar do jogo e só ai conseguimos, numa roubada de bola, meter na direita pro Souza, sozinho na ponta, dar uma cacetada de direita, no ângulo, e guardar: 1X0. Os gringos se viram na obrigação de atacar e todas as bolas eram lançadas pro camisa 22 deles, um ponta-esquerda baixinho, com sebo-nas-canelas, que estava aproveitando os avanços do Léo Moura para cair perigosamente pela ponta, já que o Cristian estava chegando muito atrasado na cobertura (é triste dizer, mas, nessas horas, senti falta do brucutú do Jaílton). Foi numa dessas que, aos 46 do primeiro tempo, o baixinho chamou o Léo pra dançar, cortou pra lá e pra cá, e alçou a bola na área, de pé direito. A zaga dormiu e o atacante dos caras meteu a cabeça no canto de Bruno - que também falhou, diga-se de passagem: 1X1.

No segundo tempo, o jogo ficou franco. O Flamengo partiu pra cima, empurrado pela galera, mas errou ao tentar penetrar pelo meio. Os caras roubavam as bolas e mandavam pro pontinha, camisa 22, dar uma canseira na nossa zaga. Quase marcar duas vezes. A partir daí o Mengão voltou a atacar pelas laterais. Mas o que se viu foi uma sucessão assustadora e irritante de erros de cruzamento, uma porra dum fundamento que deveria ser obrigatório acertar. O jogo se tornou angustiante, enfadonho e chato de se ver. Ainda mais porque, perto de mim, estava um velho de merda que só falava abobrinha e berrava que o Joel era burro porque não colocava o Léo Medeiros. Devia ser o pai do jogador, porque, com todo respeito que tenho pelo meia reserva do Fla, ele não resolveria PORRA NENHUMA ali naquele jogo.

No final, Deus e São Judas Tadeu, depois de muito eu encher o saco, ponderaram, e decidiram que não era justo eu morrer em 80 pratas (eu e minha mulher) sem ver o Flamengo ganhar. Ai colocaram o Marcinho no lugar certo, por milagre, num cruzamento horroroso da esquerda. O meia só escorou a pelota pra dentro da estopa e decretou o 2X1.

Quero dizer que fiquei feliz com os 3 pontos, mas nem um pouco com a atuação do time. Não estamos com a pegada de um time que quer ser campeão. Se pegarmos um time argentino, colombiano ou mexicano jogando esse futebolzinho, vamos tomar uma caralhada com direito a areia e soda cáustica. É bom a galera da comissão técnica e da diretoria acordarem os atletas. Senão vai dar xabú!

Abralhos,

Gil

5 comentários:

Kardec disse...

"E ningu�m cala,
esse choror�
chora o presidente,
chora o time todo,
chora o torcedor..."


Apesar da atua�o p�fia do time temos que festejar a vit�ria e a consequente lideran�a do grupo 4. Por�m, concordo com o amigo Gil, pois havia conversando isso com ele antes mesmo do jogo de hoje. Cienciano � mole. Quero ver Boca, S�o Paulo, River...

Enfim, mais uma vit�ria.

MENGOOOOOOOOOOOOOOOOOO !!!

Kardec

Merr disse...

See HERE

Alexandre Gatuso disse...

NAO VI O JOGO MAS PELO QUE OS MEUS AMIGOS DO BRAZIL DIZEM FOI RUIM MESMO. MAS FIZEMOS 3 PONTOS E ISSO QUE EMPORTA!!!!

Dario disse...

aff q suadeira foi esse jogoo hein!!

Jean disse...

Fala Fábio.
Mengão arrumou trabalho ontem, hein.
Achei q o jogo podia ter sido mais fácil. Os jogadores não estavam 100% concentrados na partida: pode ter sido por cansaço (o último jogo foi desgastante). Mas podiam estar sentindo pressão por uma vitória na Libertadores. Pressão por causa do Dunga na tribuna? Acho q não, Flamengo é maior q isso!
Mas valeram os 3 pontos.
Polêmica? PQ? Foi o gol anulado e o pênalti não marcado, um pra cada, zerou!
Abraço!
www.flagol.blogger.com.br