domingo, 8 de junho de 2008

FLAMENGO JOGOU COMO MENGÃO

Porrraaaaa!!!! O Flamengo, ontem, promoveu um verdadeiro atropelo, meu amigo. Um jogo como deveria ser. Afinal de contas, era o Flamengo, campeão do mundo, da Libertadores e heptacampeão nacional, contra o Figueirense, um time sem história. 4X0 só no primeiro tempo pra deixar os malucos cientes de que estavam no nosso estádio, na nossa cidade e de frente pra nossa torcida.

E vou te dizer que só não fizemos mais no segundo tempo, porque os malucos do Figueira se fecharam muito e a nossa equipe acomodou com o placar construído. Senão, teria sido pra lá de 8, à lá Minerven, naquela saudosa Libertadores de 93.

Agora temos o artilheiro isolado da competição (Marcinho, com 5 gols), somos líderes (com 13 pontos) e só contamos com que aquela mulambada do Vasco tenha a dignidade de conseguir pelo menos um empate no jogo de hoje, contra o Cruzeiro, lá em BH, pra nos mantermos no topo da tabela, como melhor time do Brasil.

Se você não teve a oportunidade de ir ao estádio ou ver a reprise do jogo, já vou te adiantando: o Marcinho destruiu o jogo. Bem aberto pela ponta, como eu gosto de vê-lo jogar, o meia foi o melhor em campo e meteu, com justiça, 3 dos 5 gols do Fla na vitória por 5X0. Aliás, essa formação com dois "pontas", num 4-3-2-1, para mim, é a melhor que o Flamengo jogou neste ano. Já tinha rolado isso em alguns jogos com o Joel, mas nunca desde o início da partida, porque o Natalino era mais receoso que o atual treinador.

Com Maxi de um lado, Marcinho do outro, e Souza (marcando gols) pelo meio, o ataque rubro-negro teve uma atuação pra ninguém botar defeito. Pressão o tempo inteiro, meu camarada. Seja na marcação a saída de bola, seja nos momentos de contra-ataque. É sufoco pra cima dos adversários desde o início da partida.

Tanto que a gente abriu o placar logo aos 3 minutos, exatamente numa jogada dos dois pontas. O argentino recebeu uma bola roubada por Marcinho, devolveu de primeira, no 1-2, e colocou o camisa 22 na cara do gol, pra empurrar lá dentro do filó: 1X0.

A partir daí, os catarinenses se borraram pela perna abaixo e ficaram batendo cabeça. Até tentaram uns cruzamentos pra nossa área, mas nada que assustasse muito o Paredão, Bruno.



Na casa dos 30 minutos, Souza pressionou o atacante adversário, tomou-lhe a bola (uma das várias vezes que ele fez isso) e lançou Íbson, que foi muito ágil e deu uma cutucada pro Marcinho. O artilheiro do Brasileirão levou a bola e devolveu pro Souza, que já estava posicionado pra encaçapar: 2X0.

A tortura rubro-negra naquele momento era tanta, que, quando os caras ainda estavam tirando a cabeça de dentro d'água pra respirar, Marcinho e Souza foram lá e fizeram mais 2, fechando o primeiro tempo com fáceis 4X0 e sufocando os mulambos do Figueirense.

Voltamos pra segunda etapa com o jogo ganho e esse foi o mal. Os alvinegros do Sul bem que tentaram alguma reação, diante do relaxamento do Mengão, mas não deu em nada, pois o Flamengo era muito mais forte.

Para dar uma animada na equipe, Caio Jr fez entrar Obina, Éder e Kleberson. O time voltou a atacar, mas não conseguia concluir em gol para dilatar o score. Angelim, Souza e Obina tiveram oportunidades, mas não concluíram bem. Só mesmo pertinho do fim, o Anjo Negro da Gávea levou a pelota quase na linha de fundo, lá na esquerda, e descolou um chuveirinho alto. Souza, que teve uma atuação fundamental pro time, veio da entrada da área e subiu por trás de todo mundo, cabeceando pra fechar a tampa: 5X0 pro Mais Querido do Brasil.

Na próxima rodada, sábado que vem, a gente vai pegar o São Paulo, no último jogo desta seqüência no Maraca. O time paulista voltou a jogar bem ontem e deu uma enfiada de 5X1 no Patético Mineiro, do Pet. Tem tudo para ser um jogaço, tão bom ou melhor do que aquele jogo do Brasileirão do ano passado, que o Flamengo massacrou, mas só venceu por 1X0, gol de Íbson. Naquela ocasião, começamos a arrancada impressionante rumo ao terceiro lugar no campeonato e à Libertadores de América. Quem sabe isso não é mais um bom indício pra gente?

Continue assim, Mengo. Jogando como time grande. O maior de todos, como é você.

Saudações rubro-negras,

Gil

3 comentários:

Neruso Sam disse...

Olhaí Gil
Sua melhor sacada neste post foi o HEPTACAMPEÃO NACIONAL....
Bom motivo pra nova patrocinadora fazer uma camiseta 7-1-1-30
Hepta nacional - Libetadores - Mundial - Trinta cariocas.
Jogamos pra KCT diante do figueirinha....tá certo que os caras jogam vestidos com uma camisa parecida com a do nosso cliente vip número 2 que é o bostafogo......
vamos em frente,sem arrogência de Fru-Fru, mas com a confiança que a gente merece...
SRN

Alexandre Gatuso disse...

JOGAMOS DEMAIS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! AGORA EU JÁ POSSO DIZER QUE O FLAMENGO ESTÁ CIM PINTA DE CAMPEÕA!!!!!!!!!!!!!!

Gabriel Plaisant disse...

No jogo de sábado pude comprovar que o Caio Jr. coloca o time pra frente, bem ofensivo. Mengão ganhando de 4X0, ele saca Toró e coloca Obina. Gosto dessa mentalidade.

Peguei no LanceNet, um quadro das substituições do Caio nesse inicio de Brasileirão. E essa característica fica clara, pelo menos até agora, quinta rodada.

Confira as alterações promovidas pelo atual técnico do Flamengo durante as partidas:

- Flamengo 3 x 1 Santos

Saíram: Ibson, Toró e Souza. Entraram: Obina, Cristian e Diego Tardelli

- Grêmio 0 x 0 Flamengo

Saíram: Kleberson, Marcinho e Diego Tardelli. Entraram: Renato Augusto, Maxi e Cristian.

- Flamengo 2 x1 Internacional

Saíram: Jailton, Marcinho e Souza. Entraram: Jônatas, Renato Augusto e Obina.

- Flamengo 1 x 0 Fluminense

Saíram: Jônatas, Marcinho e Souza. Entraram: Renato Augusto, Maxi e Obina.

- Flamengo 5 x 0 Figueirense

Saíram: Jônatas, Toró e Maxi. Entraram: Kleberson, Obina e Éder.

SRN