segunda-feira, 17 de maio de 2010

CANSEI DE ESPERAR


O Flamengo não precisa de paciência. Precisa de agilidade. E vendo tudo parado como está, dentro do campo até fora dele, começo a me irritar profundamente. Defendi, apoiei e esperei por muito tempo antes de escancarar nas reclamações, pois acho que toda pessoa que acaba de assumir uma função, precisa de um tempo de adaptação, um tempo pra aparar as arestas e implantar seu estilo, suas idéias. Mas o tempo foi dado e até agora a desordem permanece.

Há alguns posts atrás (e lá no Twitter Urubuzada também) comecei a cobrar uma definição da Patrícia Amorim com relação ao departamento de futebol. A demissão da cúpula Eduardo Manhães, Marcos Braz e Andrade completará UM MÊS no final dessa semana e, a única coisa que os rubro-negros ouviram até agora foram promessas e especulações. A única tentativa real do clube, o gerente do Bahia S.A., Paulo Angione, não quis assumir a trolha que era o Flamengo e, desde então, nada de oficial.

Agora o Leonardo, sonho de consumo de todo torcedor, deixou o Milan e voltaram a falar em seu nome. Mas o antigo camisa 4 do Mengão já disse que não foi procurado oficialmente pelo clube (o que eu acredito). O São Paulo, onde o ex-lateral e técnico do Milan também já jogou, também demonstrou interesse e, se a gente bobear, chegarão na frente (se é que já não houve algum contato).

Mas a principal porrada de hoje será no Rogério Lourenço. Tá certo que o cara teve "apenas" 5 jogos sob o comando do time. Mas devemos considerar também que o ex-zagueiro já conhecia este elenco de cor e salteado e, sendo assim, não há mais desculpa para determinados erros que insistem em continuar.

O meio-campo do Flamengo não produz nada. E a formação que prestigia os ataques pelas laterais não serve como desculpa pra isso. É necessário, mesmo num time como o nosso, que haja algum "desafogo" pelo meio quando as alas forem anuladas, como foram e SERÃO lá no Chile, contra La U. Mas esse meia criativo não existe no elenco (a exceção de Petkovic, que realmente já não aguenta mais o tranco de 90 minutos e é sistematicamente preterido por razões que podemos imaginar). Então o que fazer? Arriscar novas alternativas. É de novidade que o Flamengo precisa.

Desde o início da temporada a equipe também não apresenta um padrão-tático definido. E isso é inadmissível. Essa foi a bronca da maioria dos críticos de Andrade e Rogério também não acertou até agora. Repito: pode parecer exigência demais falar nisso já que o cara pegou o time na "roubada" e, ainda assim, classificou contra o Corinthians. Mas acho que devemos cobrar mesmo, com inteligência e não com ignorância, para que a coisa não caia na acomodação de sempre. Porque o Flamengo e a crise são muito íntimos e tendem a “flertar”, como acontece agora.

Onde está o Ramon, jogador que tinha vindo para ser "a sombra" do Pet? Porque não entra nem quando o time reserva está em campo? Contusão?!? Mas quando o cara estava bem, a opção do "professor" é sempre por Michael, Fierro, Toró, Rômulo e NUNCA por Ramon! Nas partidas em que o cara entrou no Carioca, pareceu ser um bom jogador, habilidoso e rápido. Seria exagero tentar colocá-lo, por exemplo, contra o Vitória? Para Rogério seria.

Achar que a solução para um sistema defensivo falho (desde o início do ano a zaga do Flamengo não se acerta) é colocar 150 volantes é um GRANDE equívoco (o mesmo cometido por Andrade). A melhor prova disso é o Santos, time cuja zaga é um lixo e, exatamente por isso, utiliza de seu poderio ofensivo pra cair pra dentro do adversário e sufocá-lo em sua defesa. Tá certo que Robinho, Neymar e Ganso estão vivendo uma fase melhor do que Adriano, Love e Pet/Michael/Toró/Fierro/Williams. Mas não podemos deixar que isso sirva de desculpa para não atacarmos e cometermos os mesmos erros desde o início do ano, ou seja, há 5 meses!

O jogo no Barradão foi, sim, prejudicado pela chuva. O campo até que tinha uma drenagem razoável, mas a chuva caia "em baldes". Mas o que dizer da POSTURA do time em campo, hein? Fazer 1X0 no começo do jogo e recuar inteiro diante de um Vitória com time reserva, chega a soar debochado, mas foi verdade.

O Flamengo de hoje é um time covarde e indeciso. Não sabe se pode atacar, por medo de tomar gols. E toma gols exatamente porque não ataca. É simples. Tem medo de se expôr e acaba ficando mais exposto do que alguém que perde as calças em pleno Largo da Carioca. O Flamengo de hoje está de bunda de fora e só quem não vê é a diretoria.

Vale lembrar que o Joel, que está longe de ser um treinador de primeira linha, pegou o time do Botafogo, que é um LIXO, e botou os caras pra jogar um futebol honestíssimo. Primeiro acertou a parte emocional que estava arrasada. Depois, aos poucos, foi dando padrão de jogo (ah, que saudades de um padrão de jogo!). Hoje o time alvinegro marca com ordenação: a zaga, com Fábio Ferreira, Antônio Carlos e Leandro (vejam só), consegue tirar as bolas e ainda fazer gols; o meio-campo, arma bem as jogadas sem que o Lúcio Flávio (que é um murrinha), precise correr muito e o ataque, esse sim, tem qualidade pra reter a bola para aqueles que vem de trás. Enfim, hoje o Botafogo, com um elenco reduzido e sem nenhum craque, está anos-luz a frente do Flamengo em termos de preparação para a temporada.

E ai, Flamengo? E ai Patrícia? Quando e qual será a solução? A torcida já cansou de esperar.

VAMO QUE VAMO, MENGÃO!

Gil

OBS: O que deu na cabeça do Fierro pra fazer aquela falta com a zaga toda postada na sua frente? Tomara que ele vá pra Copa e fique por lá. Esse cara é o Maxi Biancucchi chileno.

7 comentários:

José Flores disse...

Meu amigo,
Expressou como ninguém a revolta que a nação está sentindo. Não vi o Flamengo "jogar" esse ano, porque o Flamengo "ainda não jogou". O jogo contra o Vitória foi revoltante. Postura de time pequeno. Fiquei nervoso na frente da TV rogando atitude. Sinceramente, é muito difícil passarmos pelo La U. Mesmo que joguemos o que ainda não jogamos esse ano. Estou muito receoso com o futuro do Fla. não vejo atitude. Na boa, legal ter basquete e natação de 1º nível, mas o que mais interessa é o Futebol, e, nesse esporte a Patrícia não fez NADA!

André Monnerat disse...

O Angione tá no Bahia, é? Achei que ainda tava envolvido com o Olaria.

Me contaram hoje que o Brunoro deu declaração na CBN de que foi convidado pra assumir, mas não pôde aceitar.

FÁBIO GIL disse...

Fala, André!

Ele está como gerente de futebol do Bahia. Levou até o Moraes (ex-Vasco e Corinthians) pra lá. Foi a grande contratação da temporada pros caras. Renight Gaúcho tb aceitou ir pra lá por isso.

Leonardo Kope disse...

Fabio, eu concordo com vc, o meio de campo esta horrivel.TEM QUe melhorar muito mesmo, 5ªfeira tem q vencer se vencer a torcida vai ficar bolada com o time.
Mas em 2000 o Fla venceu la dentro da casa deles, vamos ver 5ª feira.

voo do urubu disse...

O problema é buscar conciliar as inconciliáveis correntes políticas no clube. Hélio Ferraz parece que puxa a corda para um lado e o marido da presidenta para outro. A consequência inevitável é o reflexo no time da falta de definição e comando. Treine-se com um barulho desses.

Saudações rubronegras!

Nickolas Sobral disse...

Expressou o que nos rubro negros sentimos no momento,raíva,indignação e descaso da diretoria em não decidir logo oq fazer.Outra coisa que venho me perguntando,cade o Vinicius Pacheco?O Cara da reserva evaporou e ninguem hoje sabe onde ele estar,so se sabe que ele está no Flamengo ou até mesmo posso estar errado.E agora é o jogo de quinta que tá em jogo e veremos oq vai dar.Abraços e Da-lhe Mengão.

http://futebolporai.blogspot.com/

Anônimo disse...

Fora Bruno!!