quinta-feira, 3 de junho de 2010

FOI RUIM, MAS FOI BOM


Flamengo e Palmeiras fizeram um dos piores, senão o pior, jogo do Brasileirão 2010. Poucas alternativas, pouca habilidade, pouca movimentação e, conseqüentemente, pouca emoção, num jogo com mais de 95 passes errados no Pacaembu que terminou 1X0 pra gente. 

Felizmente valeu a escrita, o Palmeiras manteve sua freguesia e o Mengão somou mais 3 pontos, dormindo no G-4 do Brasileirão, atrás apenas de Flu, Ceará e Corinthians. O gol salvador da partida foi marcado por Vagner Love, em jogada individual. Aliás, o atacante do amor foi, ao lado de Maldonado e Bruno, um dos poucos que se salvaram na partida. O esquema tático montado por Rogério Lourenço, um 3-6-1, apresentou vários buracos no meio-campo, chamou o Palmeiras para cima e isolou o camisa 9 no comando de ataque. Love até que tentou construir alguma coisa que prestasse, mas sempre que tinha a bola nos pés, não encontrava ninguém no apoio, facilitando o desarme por parte da defesa do Palmeiras. 

Se na partida passada tivemos Petkovic jogando 30 minutos de muita inspiração, o que trouxe algum alento para a torcida, ontem o gringo não atuou bem e o Flamengo ficou acéfalo. Além do sérvio, Léo Moura e Juan também estavam numa daquelas noites infelizes, e nosso time acabou sem opções de saída para o ataque, sobrecarregando ainda mais Love. Para piorar a situação, Pet levou uma entrada criminosa de Pierre (que nem sequer levou amarelo), torceu o tornozelo e não enfrentará o Goiás, na próxima rodada, no Maraca.

Mas não há só notícias ruins pra gente. Ao que tudo indica, o Flamengo pós-Copa será completamente diferente do time de agora. A diretoria fez inúmeros contatos e Zico está avaliando os jogadores e certamente, além de contratar reforços, irá dispensar alguns atletas que não vêm sendo usados e só oneram a folha de pagamento do clube. 

De acordo com Caio Ribeiro, ex-jogador e comentarista da Globo e SporTv, o projeto rubro-negro é ousado e o Fla investirá pesado durante o recesso para voltar no segundo semestre com muitas novidades (confira a declaração de Caio abaixo).


Há também a expectativa de que Rogério Lourenço seja realmente substituído. Há rumores, ainda não confirmados, de que Jorginho (ex-lateral do Fla e auxiliar de Dunga na seleção) teria sido procurado por Zico para comandar o Mengão. Mas, pelo que tudo indica, Lourenço ainda terá uma sobrevida até que acerte o time ou até que incomode Zico ao ponto do Galo querer trocá-lo (acredito mais nessa segunda opção, confesso).

Sábado que vem, deve rolar também um novo encontro da galera dos blogs e do Twitter no Chicos Bar, lá na General Canabarro. É o #NaçãoTwitter em sua terceira edição. E quero poder encontrar você por lá!

VAMO QUE VAMO, MENGÃO!

Gil

2 comentários:

helder rodrigues bino disse...

ganhar "daqueles caras" sempre é muito bom...o Flamengo ganhou, mas num time que tem Vinicius Pacheco, Michael e Juan é dose prá qualquer "porco"...haja misericórdia..."Deus" salve o Flamengo...Helder...Goiânia.

Paulo Max disse...

Infelizmente nossa cultura Flamenguista se limita ao seguinte: Não importa se o cara é bom ou não. O que vale é o amor do jogador pelo Flamengo ou a identificação que ele tem com o clube.
Posso citar alguns exemplos recentes pra vocês: Fábio Luciano, Obina, Renato Abreu, Felipe, Emerson e por aí vai.
Não precisamos de jogadores com amor a camisa do Flamengo. Precisamos de profissionais. Pessoas que entrem em campo e façam valer o salário que ganham e a oportunidade de jogar em um clube como o Flamengo.
Zico chegou pra mostrar que um clube que é conhecido como NAÇÃO, pode ir muito além de um título de Campeão Brasileiro. Sinto que um sonho se tornou um objetivo: Lutar todos os anos pra ser Campeão do Mundo!