segunda-feira, 4 de outubro de 2010

CALA A BOCA E CHUPA



Caros amigos, como vocês puderam notar pela demora na postagem, eu ainda não digeri a sacanagem que fizeram com o Zico. Apesar de achar que o nosso ídolo cometeu, SIM, erros como Diretor-executivo do futebol do Flamengo, acho tudo muito pouco e muito pequeno perto da sacanagem, da safadeza que a galera do "golpe branco" armou pra cima dele.

Nesse final de semana, incluíndo o sábado, procurei me inteirar do que havia rolado lá na Gávea. Mas tudo ainda é um grande enigma e quase tudo o que me foi falado, foi por pessoas que mal conheço e que, portanto, não podem me servir de fonte fidedigna para eu colocar aqui no URUBUZADA.

De qualquer forma, já deu pra ver que o nó lá dentro da Gávea está muito longe de ser desatado. Na verdade, ainda há um emaranhado de informações, versões e acusações que tardarão (e muito) para serem desembolados.

A única informação, das várias pessoas com quem falei, que se repetiu foi que a Patrícia estava usando o Zico como escudo e não o contrário. Em momento algum o Galinho foi blindado por nossa mandatária e, muito por isso, acabou sendo frito num tempo recorde.

Lá no Engenhão pude notar também que a maioria da nossa torcida agiu como se fossem alienados ou vivessem na Suíça, ignorando a "deposição forçada" a qual nosso maior ídolo foi submetido. Tirando uns poucos torcedores que vestiram luto e outros que levaram cartazes e faixas em homenagem ao nosso eterno camisa 10, a grande massa parecia estar cagando solenemente para a saída de Zico.

Sobre futebol mesmo tenho pouco a falar. Os dois times pareciam não querer se expor muito em campo. O Flamengo, em situação perigosa, até arriscou mais, diante de um Botafogo covarde. Ao que parece, Joel fez com que seus jogadores respeitassem demais o rubro-negro. Afinal, essa botafogada chorona sabe que a gente, mesmo em crise, é capaz de dar umas cacetadas na barata deles.

No primeiro tempo, apesar da escalação cretina do Silas, até parecia que o Flamengo abriria logo o placar. Tivemos boas chances de gol pelos dois lados, em especial pela direita, com Léo Moura, que continua sendo o único jogador digno de respeito nesse elenco. O moicano tá carregando uma mochila mais pesada do que poderia nas costas, mas tá aguentando o tranco mesmo assim e jogando bom futebol jogo após jogo. Foi merecidamente agraciado com um gol ontem.

Maldonado também jogou bem ali atrás na proteção à zaga, apesar de ainda estar meio lerdão, Kleberson foi nota 5 e Diego Maurício (que eu ainda não sei porque não é titular), entrou com a coragem habitual, partindo pra cima dos cagões. Tirando eles, NINGUÉM mais nesse time merece qualquer ressalva.

Aliás, merece, sim. Uma ressalva negativa: Renato Abreu. O cagalhão foi responsável pelo primeiro gol adversário, quando cometeu a falta cobrada por Lúcio Flávio e ainda SE expulsou no momento em que o Flamengo estava com 1 jogador a mais e pressionava o Bostafogo.





No decorrer da semana, provavelmente nesta segunda, o nome de Vanderlei Luxemburgo deverá mesmo ser anunciado. O treinador, que foi descartado pelo São Paulo (que fechou com Carpegiani), já acertou as bases salariais com o clube, mas a diretoria (ainda sob o comando de Zico) não pretendia trazer toda a sua caríssima comissão técnica. No entanto, com a demissão do Galo, agora a Patricinha tomou para si a negociação e, recorrendo a prática do populismo, marca registrada de seus antecessores, decidiu-se por entubar todas as exigências do "profexô", numa tentativa desesperada de dar um "cala boca" na torcida.

E ai, você vai se calar? Ela vai conseguir?

Comigo, não.

Gil

5 comentários:

Bruno Nigro disse...

Pois é Gil. Ao que tudo indica, no Engenhão a grande maioria da torcida era justamente das organizadas e não se pode esperar nada dessa gente de rabo preso com a CORJA, não é mesmo.

De mais, em relação ao jogo. Qual é a novidade?! Botafogo cagalhão e o Flamengo jogando no modo 'Bumba Meu Boi' característico de um 2010 que parece não acabar mais. Que ano lixo!

Luxemburgo só vai calar a boca dos modinhas, meu nobre. Quem tem sangue rubro-negro de verdade, quer ver é o desenrolar da ORGIA POLÍTICA que assola o clube.

SRN

Dja Santana disse...

Patrícia Amorim... que decepção, acredito que todos acharam que você seria diferente por ser cria do clube...

Mas realmente ela é cria...CRIA DA BANDA PODRE E COVARDE, Zico foi um brinquedo na mão dela só que ele tem vida própria e inteligência de sobra para não se deixar corromper.

Lamentável Patrícia, fico pensando com que cara você olha para seus filhos em casa... com certeza eles conhecem o Zico...

E quando te perguntarem :

- Mamãe o Zico saiu porque ???

Você terá coragem de mentir para seus filhos ? Assim como mentiu e se omitiu para Zico e para a nação ???

Realmente lamentável Patrícia...

SRN

JEFF disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
JEFF disse...

Gil,
Sim, ainda há muito por ser desvendado.

Também, não tenho dúvidas de que o “fogo amigo” que abateu nosso Messias não partiu somente do conselho, mas, principalmente, por ato ou omissão, da alta cúpula da administração.

Em relação à postura da Patricia, sinceramente não sei se ela agiu da forma, digamos "não recomendada", que agiu por (falta de) caráter ou devido às alianças que fez para chegar ao poder. Como já disse em um post lá na Palavra da Salvação Rubro-negra (http://igrejaflamengo.blogspot.com) o Flamengo é um espelho do Brasil. Quem chega ao poder precisa entrar no esquema ou é tolhido por este. Jânio e Collor (que não merecem qualquer louvação, deixo claro) estão aí para demonstrar o que ocorre se resolvem agir sem se deixar influenciar pela elite que mantém o poder político.

No Flamengo, não é diferente. Pelo menos, enquanto não mudarmos este quadro. Motivo, pelo qual, como já falei em outro post, estou pensando seriamente em ser mais uma “andorinha tentando fazer verão”. Na boa, não acredito em participação e movimentação popular neste país. Nosso povo é anestesiado. A torcida do Flamengo só reflete esta triste realidade. Mas, preciso fazer pelo menos a minha parte. Assim, penso em voltar a ser sócio do clube, pagando mensalidade, apenas para votar trienalmente.

Patrícia, mesmo sem saber a razão, não foi digna!

Mas, o que importa agora é que precisamos manter vivos os ideais do Galo de termos um Flamengo forte, decente, estruturado e planejado. Precisamos fazer com que o Flamengo realmente seja gigante como nosso amor por ele. É preciso que o poder se transfira da mão do feudo vitalício e hereditário que atualmente o mantém e passe para o lado daqueles que amam o clube de verdade e não por interesse.

Utopicamente,
@IgrejaFlamengo

Anônimo disse...

Eu acho que nao é questçao de ter orgulho agora e dizer a qualquer ( eventual) ajuda. Precisamos sair dessa situação de rebaixamento! FOda vai ser chegar nas ultimas rodada assim... e eu acho que agora é sim uma hora de Luxa. Como costumo dizer, é tecnico "grande" pra time grande ( modo de dizer, pq euachoq ue o tecnico deve ser um coadjuvante, ao contrario de mtos ). Mas luxa é acostumado com crise, com pressao, é querendo ou nao, é sim um dos melhores do pais! EU acho q ele pode ser uma boa! Se ele fica, arruma o time, introsa o time, ano q vem a gente pode ter um time competitivo, foi assim no cruzeiro em 2002 ( chegou pra salvar de uma situação ruim) e em 2003 foi campeão Brasileiro e da COpa do Brasil, com Deivid, rs! TOmara que de certo.
QUanto a Pat... ta me decepcioanndo, e se trouxer KL, fudeu! Porque nao Fabio Luciano?!!?

SRN