quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

MENGÃO: 100%, ESTRÉIAS E BRUXA SOLTA

Na noite de ontem, em jogo bem preguiçoso, o Mengão venceu o Volta Redonda por apenas 2X1 e garantiu o óbvio: a liderança isolada, absoluta e com 100% de aproveitamento no grupo A do Cariocão 2008.

Os gols da partida foram de Juan e Diego Tardelli, mas ambos tiveram a participação decisiva de Souza, que, para mim, tem sido o jogador mais dedicado e aplicado da equipe neste princípio de temporada. Me arrisco até a dizer que o camisa 9 está na melhor fase de sua carreira, agora com o Joel, e realmente merece deixar o Obina, nosso xodó, no banco.

Por falar em banco de reservas, ontem, muitos dos jogadores que ainda não tinham estreado como titulares entraram em campo. O recém-contratado Diego Tardelli estreou e já foi logo metendo um gol. Na comemoração, ele e Souza se abraçaram, mostrando para a nação que a competição no elenco é saudável e os jogadores estão unidos para conquistar a Libertadores. O atacante não jogou uma partida genial, até porque a equipe inteira jogou só a conta do chá pra fazer 18 pontos. Mas já serviu para a gente ver que temos um bom atacante como opção.

Kleberson também atuou bem no meio-campo, agilizando muitas jogadas e apoiando as subidas do time pela lateral, especialidade do meia. Outra característica muito boa que o jogador adquiriu em seu período na Europa, foi arriscar os chutes de longa distância. Num deles, Kleberson obrigou o goleiro do Voltaço a fazer uma boa defesa.

O único que se estrepou na estréia, foi o zagueirão Rodrigo. No meio do jogo, o jogador subiu de cabeça numa disputa de bola e, na queda, tentando se apoiar, acabou envergando o braço pra trás e quebrando o rádio, um osso do braço e não aquele objeto que funciona com pilha e que você costuma ouvir enquanto assiste a partida do Mengão. A cena pela TV me deixou boladaço, porque a gente conseguia ver o braço do zagueiro dobrando para trás igual a vara verde... dá nervoso até lembrar!

Mas essa não foi a única notícia ruim que recebemos ontem. Para se juntar a contusão de Renato Augusto e Rodrigo, o Flamengo ainda ficou sabendo que terá mesmo que enfrentar os mais de 3 mil metros de altitude durante os jogos da Libertadores. É que o Cienciano, time bizarro do Peru, conseguiu sua classificação para o grupo 4 da maior competição das Américas. A equipe de Cuzco venceu por 1X0 o jogo em casa e conseguiu empatar ontem a noite, em 0X0, o jogo de volta, contra o (mais bizarro ainda) Montevideo Wanderers, lá na capital do Uruguai.

Com isso, os temores da diretoria se confirmam e a gente vai ter mesmo que subir a ladeira (e que ladeira!) para ser campeão dessa bagaça.

Sinceramente, acho que a gente pode meter um time reserva de bom nível, dirigido pelo Andrade, para ganhar tudo aqui embaixo, enquanto o Joel e a rapaziada titular viaja lá pra cima, para fazer a tal adaptação e meter um sacode histórico nesse time de merda. Só vamos torcer para mais nenhum jogador se arrebente, quebre o braço, tome uma cabeçada, escorregue na casca de banana ou qualquer outro "acidente".

Saravá e saudações 100% rubro-negras.

2 comentários:

Dario disse...

achei o jogo legalzinho!

o souza ta realment fazendo o trabalho dele direitinho.... so q as vezes ele prende demais ou tnta driblar (as vezes ele consegue mas....)

vamos ganhar o cienciano... sem oxigenio e o k7 xD

vâmo ser campeao disso ai!!

Alexandre Gatuso disse...

TE FODA MESMO O SOUZA ALI PELA PONTA!!!!!! O CARA TA AREBENTANDO NO NOSSO TIME E OS OUTROS NÃO TEM METADFE DA VONTADE DELE!!!!! VAMOS ATROPELAR O CIENCIANO LA EMCIMA QUE NEM FIZEMOS COM ESSES TIMES DO CARIOCA!!!!!!

SRN