segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ARRASADOR!!!



Que maravilha, meu amigo Urubulino, minha amiga Urubulina!!! Quanta alegria!!! O que foi aquele jogo de ontem??? Que atuação foi aquela do Mengão??? Demos uma senhora porrada num dos nossos adversários diretos na briga pelo título e pela vaga pra Libertadores, o Palmeiras, de Wanderley Luxemburgo. Um jogo digno de todos os aplausos dos mais de 65.000 torcedores que estiveram presentes ao show. 5X2 com direito a olé e show de gala do nosso meio-campo formado por Íbson e Kleberson.

Tá certo que o maldito São Paulo venceu o podre Figueirense, mas, com o futebol apresentado ontem, eu volto a acreditar em qualquer coisa. Foi uma das melhores atuações do Mengão no ano, incluindo o período em que o Joel estava comandando o time. No final, o Caio Jr tinha que fazer a cagada dele e tirar Marcelinho Paraíba e Íbson, mas, ainda assim, o time manteve um bom nível e fechou a partida com muitos aplausos.

Desde o começo o Fla demonstrou apetite e partiu pra cima do Palmeiras. Os paulistas se seguravam lá atrás e partiam pro contra-ataque. Mas quando avançavam, encontravam o setor defensivo bem colocado e bloqueando qualquer tentativa. Jaílton se destacava na marcação individual ao Kléber, que ainda assim, conseguiu jogar bem. Quando roubávamos as bolas, tinhamos Kléberson e Íbson em uma tarde especialíssima. E foi numa dessas, que o pentacampeão (que finalmente jogou como pentacampeão) recebeu na ponta-direita, comeu o zagueiro pra dentro e cruzou no segundo pau, onde Marcelinho Paraíba enfiou o pé, de primeira, pra abrir o placar aos 2 minutos e meio.

O Palmeiras não se abalou muito e manteve a organização tática. Wanderley orientava seus jogadores para explorarem os avanços do Juan, que estava machucado e não tinha a mesma velocidade para voltar para a marcação. E foi ali mesmo que os caras descolaram o empate. Kleber recebeu uma bola, botou na frente e recebeu um carrinho de Jaílton. Pênalti, que o Alex Mineiro bateu bem e igualou o marcador.

Nosso Mengaço também não sentiu o gol do Palmeiras e continuou partindo pra cima. Kléberson hora estava na esquerda, hora na direita. Movimentava-se muito e queria jogo. Juan aproveitava que o meia aparecia na sua lateral para fazer tabelas. Numa dessas, foi derrubado por Pierre. Obina, em sua melhor participação na partida, cobrou correndo pra Fábio Luciano, que cortou Roque Jr e tocou pra Marcelinho Paraíba. O experiente atacante entrou na área e tocou de lado, pra pequena área, onde Íbson apareceu entre dois zagueiros e marcou pela primeira vez: 2X1.

O gol animou o Fla que começou uma verdadeira blitz pra cima do Palmeiras. As roubadas de bola, que já eram a marca registrada do nosso time - mas não vinham sendo aproveitadas nos outros jogos - desta vez foram a nossa maior força. Com os volantes Kléberson e Íbson jogando demais, cada roubada de bola era um lance perigosíssimo e, por várias vezes, o rubro-negro pôde ampliar. Infelizmente o Obina não estava num bom dia e acabamos desperdiçando muitos lances.

No segundo tempo, o treinador teve que mexer. Juan, que foi pro vestiário sentindo muitas dores, esfriou e acabou não tendo condições de retornar a campo. No lugar dele entrou o jovem Éverton, que é bom jogador, mas, na minha opinião, se esforça muito pouco pra um moleque novo e que tem pretensões de chegar à seleção.

Felizmente o Léo Moura, que na primeira etapa estava preso lá atrás, voltou a jogar como sempre e começou a aproveitar os avanços do bom ala-esquerda do alviverde, Leandro. Numa dessas jogadas, ele fez uma triangulação com Marcelinho Paraíba e Kléberson. O pentacampeão recebeu a criança na linha do meio-campo, passou por Roque Jr e foi avançando, abrindo espaço, se aproximando da área, até que soltou uma bola perfeita pra Íbson, que penetrou pela ponta e só olhou a posição do Marcos pra tocar a bola lá no ângulo, macia, golaço! 3X1.

A torcida começou a aplaudir o time de pé. Os jogadores se inflamaram e criaram uma chance atrás da outra. Com isso, Obina perdeu um gol atrás do outro. Nos contra-ataques, o Palmeiras começou a incomodar. E foi num avanço do Léo Moura, que abriu espaço pro lateral Leandro chegar ao fundo e cruzar pra área. Fábio Luciano conseguiu espanar de qualquer jeito. A bola ficou pererecando na área e Jaílton deu um bico pra frente. Com isso, a zaga do Fla correu da área. Só Angelim cochilou e permaneceu. A bola sobrou pra Martinez, que cruzou alto, pra cabeçada de Kleber, vindo de trás. O Palmeiras encostava: 3X2.

Impossíveis de serem marcados, Íbson e Kléberson continuavam a fazer tabelas e se alternar de posição no campo de ataque. Numa dessas jogadas, Léo Moura carregou, passou pra Kléberson, que tocou com Íbson, que devolveu pro pentacampeão, que levou a bola no fundo e tocou rasteiro pro camisa 7 do Mengão catucar de letra, pra bater o goleiro Marcos e incendiar a nação rubr-negra que encheu o Maraca: 4X2 e hattrick pra Íbson.

Deus, que é rubro-negro e não estava satisfeito com apenas 4X2, fez a sua justiça. Íbson arrancou pela ponta-esquerda, levou a bola pra dentro da área, rolou pra trás. Obina chegou atrasado e a zaga do Palmeiras furou. Ai, o cara-lá-de-cima botou o Fábio Luciano no lugar certo, pra cruzar uma bola perfeita pra Kléberson, que se posicionou na pequena área e meteu o quinto.

Abatido, o time do Palmeiras se preparava para não tomar mais gols. Wanderley colocou mais um volante e um cabeça-de-área, receando que o seu time de coração aumentasse o placar contra o time que dirige. Enquanto isso, no nosso banco de reservas, Caio Jr, ao invés de partir pra cima e marcar quantos gols pudesse, tirou Marcelinho Paraíba e Íbson, fazendo entrar Toró e Maxi. Fiquei bem irritado com o 'oclinhos', afinal, não é sempre que o Flamengo atua como Flamengo em seu comando, e nós, a torcida, queríamos aproveitar o abatimento do time paulista. Mas as modificações deixaram o Fla mais morno, menos ofensivo e objetivo, deixando o placar terminar em 5X2.



Apesar disso, nossa torcida aplaudiu e gritou o nome do técnico, que disse estar realizando um sonho. Se mantivermos a mesma pegada, vamos atropelar o Cruzeiro lá dentro do Mineirão, tarefa difícil que teremos na próxima rodada. Mas eu gosto de ver o Fla tendo que vencer, porque é nessas horas que os jogadores encarnam o verdadeiro espírito do que é ser rubro-negro.

Vamo que vamo, Mengão! A gente ainda acredita!

Gil

7 comentários:

Alexandre Gatuso disse...

GIL FOI FODAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!SENACIONAL!!!!!!!!!!!!!!!! MENGÃO JOGANDO QUE NEM O MENGÃO!!!!!!!!!!!!!!!! MUUUUITO FODAAAAAA!!!!! QUERO VER OS BAMBIS DO SÃO PAULO AGORA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Carlos Henri disse...

"Libertadores qualquer dia tamo AÊ."

Na minha opinião acho que está na hora dos dirigentes começarem a arquitetar o time por ano que vem.

Manter a base e estruturar pra libertadores e pro próximo brasileiro.

Temos que manter essa qualidade pro próximo ano, porém com mais regularidade.

Campeonato Brasileiro na minha opinião já não dá mais.

Nossa briga é pela libertadores.

Temos que bater o Cruzeiro pra assegurar praticamente a vaga.

O Flamengo perdeu o campeonato no primeiro turno, quando deu aquele branco absurdo no time.

Agora é botar o pé no chão!

Ganhar os 3 jogos que faltam pra garantir a libertadores... E se, quem sabe, São Paulo e Grêmio derem tilt...

Eu acho que o Grêmio será campeão... Vasco e Fluminense não vão cair... Mas como sou Flamenguista... Só me resta torcer.

Vamos Flamengoooooooo...

Neruso Sam disse...

Olhaí Gil
Fazia um tempinho que não comentava aqui, mas o jogo de ontem vale o comentário.
Vai ser irônico, mas seremos campeões graças aos rivais...
Aí vão minhas previsões:
O SP perde para o Bacalhau e empata com FruFru e terá um jogo difícil com o Goiás( em Goiania)
dois..O Grêmio perde pro Vitória, ganha do Ipatinga e terá um jogo difícil contra o Atlético Mineiro..

Isso significa que na penultima rodada estarão os 3 times com 69 pontos o Fla em primeiro pelos critérios de desempates(maior número de vitórias sobre o SP e maior número de gols contra o Grêmio)
Vamos decidir contra o Atlético Paranaense bastando ganhar, se o grêmio não golear o Atlético Mineiro em casa.
Abaixo minha tabela projetada se os placares forem sempre a vitória minima por 1x0(P=pontos, V=vitórias, SG=saldo de gols):

1 FLA P72 V21 SG26
2 GRE P72 V21 SG22
3 SPO P72 V20 SG28

Falou "PAI" Nelsinho

Dia 07/12 estarei na arena da baixada pra ajudar a levantar a taça....

SRN
Abraços
Nelsinho Morro

Caio de Almeida disse...

GIl, foi espetacular, de fato. O rubro-negro fez a arquibancada arder em alegria e segue rumo ao hexa. Porque a vaga na Libertadores, acho que já conquistamos.

SRN

Negão disse...

Não adiantou em nada vencer por 5x0 se no próximo domingo tomarmos uma piaba do Cruzeiro. A vitória, mesmo que por meio a zero será fundamental!

vôo do urubu disse...

vamo q vamo!

Saulo disse...

Foi realmente uma grande partida, principalmente do Ibson e Kleberson.