segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

JÁ FOI MELHOR VENCER O VASCO



Que prazer é esse, intenso e inexplicável, que todo rubro-negro tem de vencer o Vasco? De onde vem isso? Mesmo que não valha absolutamente NADA (ontem até valia), a alegria de ver aquela mulambada de camisa monocromática chorando e deixando o estádio, não tem igual. Faço essa pergunta pra vocês porque, cá entre nós, a rivalidade marcada por memoráveis embates entre os dois clubes, hoje já não existe mais.

Nos últimos 10 anos, o Vasco vem se tornando um time menor do que já era, deixando de ser nosso adversário direto, para rivalizar com times do naipe de Resende, Volta Redonda e Americano, brigando pela quarta vaga nas finais do Estadual.

Aliás, se ontem a gente não tivesse cedido ao prazer do escárnio, poderíamos ter disparado uma goleada histórica sobre uma equipe apavorada e inofensiva. 2x0 no primeiro tempo foi até pouco para o domínio que exercemos. Em vez disso, abraçamos a leniência e resolvemos diminuir o ritmo, ficar de sacanagem, tocando a bola pros lados e brincando de "Olé" junto com a torcida, atitude que Luxemburgo repreendeu e que foi cobrada dos jogadores ao fim do jogo, no vestiário (recebi a informação de que o "profexô" teria "comido o time no esporro" mesmo após a vitória que desclassificou o Vasco e confirmou nossa supremacia no grupo A).

Por falar em arquirrivais, rivalidade e motivação, quero tocar num assunto antes muito polêmico, mas que ontem mostrou ares de resolução: a chegada de Thiago Neves. O meia fez ontem sua "verdadeira estréia" pelo Mengão. Se movimentou, buscou jogo, inverteu jogadas, deu opções para o ataque rubro-negro e ainda apoiou nas laterais. Antes de cansar, no meio do segundo tempo, vinha sendo, com LARGA vantagem, o melhor jogador do Flamengo em campo. E ainda marcou aquele golaço pra fazer com que muita gente que antes o questionava, por estar associado a imagem do Flu, passasse a comemorar e a celebrar o novo camisa 7.

Repito aqui o que AFIRMEI pouco antes do jogador acertar com o Fla: Thiago Neves é excelente jogador, candidato a craque, e veio pro clube cheio de ambições (ser titular, ir pra seleção etc). E o futebol hoje em dia é movido por isso. O time ou jogador que não deseje algo maior, que não ambicione algo, que não entre numa disputa com mínimas chances de vencer, está fadado ao fracasso ou à falência. Papo, aliás, que acaba nos levando de novo ao começo do post e trazendo novos questionamentos: será que um dia esse prazer da rivalidade local vai acabar em nossos corações? Será que vamos cansar de ganhar do bacalhau imundo, do bostafogo e do tricoflor? Será que o Carioqueta, que anda com estádios vazios, vai mesmo sobreviver ao futuro? Por enquanto, eu acho que vai. Mas confesso que já foi muito mais gostoso vencer o Vasco.

O que vocês acham disso? Coloquem suas opiniões ai nos comentários.


VAMO QUE VAMO, MENGÃO!

Gil

13 comentários:

Leandro disse...

Agora não tem mas tanta graça! Hoje em dia e como vencer um time pequeno; Ainda mais quando este pequeno, não tem 1 ponto sequer no campeonato! rsrs... Mas ainda sim é bom vencer o Ex vice da Gama! SRN Parabéns pelo trabalho, cada vez melhor! Parabéns também pelo #urubuzadaaovivo susseso total em dias de jogos do Mengão! @leoqalmeida

Nivinha disse...

Gil, não só os jogadores relaxaram, nós tb relaxamos. Estava na casa de uns amigos e com 15 minutos do 2o. tempo ficamos discutindo quem iria de carro quarta para o Engenhão. Parecia que nem era clássico.
Ganhamos, mas fizemos menos gols no Vasco do que o Boa Vista. Isso não pode acontecer! haha
TN foi muito bem ontem!
SRN

@NivinhaFla
http://flamengoaspirinaseurubus.blogspot.com/

Zeca Urubu disse...

Gil,

Eu e a Nivinha já haviamos previsto que isto podia acontecer no clássico de ontem. A verdade é que ganhamos o clássico, eliminamos um rival e somamos 3 pontos, mas saimos de campo derrotados!

SRN

Phillipe Cortes disse...

hoje em dia eu gosto de vencer o fruminense.

Phillipe Cortes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julio Cesar disse...

Te falar Gil, acho q o Vasco caminha de forma inexorável para ser um novo América.

Acho q aqueles duelos parelhos da década de 90 nunca mais se repetirão

Caio de Almeida disse...

Vou te dizer uma coisa, meu amigo Gil, concordo com o Julio Cesar e vou além: o Vasco já é um novo América. Nenhum time grande do Rio teme o Vasco. Tudo por conta dos desmandos que rolaram na época do Eurico. E o Flamengo só não passa pelo mesmo problema porque a torcida é mais participativa. Poderiamos participar mais é verdade, mas ainda assim somos mais engajados graças a pessoas como você, o André, a Dani Souto e outros rubro-negros que transformam o debate sobre o Flamengo num exercício diário. O Vasco precisa se reerguer em nome do futebol do Rio. E não estou de ironia.

SRN

Caio

@CrisMarassi disse...

Gil,
a gente venceu sim, mas aquele 2o tempo foi taaaaooo ruim! Dps de um 1o tempo pra lá de gostoso, aquele final de jogo pra dar nos nervos foi o ó do borogodó! Nao gostei, nao.
Eu sempre vou adorar ganhar do vasco. Mas queria mesmo jogo humilhante e, cá entre nós, nao foi bem assim...
Qto ao TN, como eu disse no seu podcast: vestiu o manto, a gte tem que apoiar e torcer pra dar certo. E eu adorei a postura dele em campo e a forma como comemorou aquele golaço! Presentao pra Naçao! ;)
SRN e bjao!

Felipe Godinho disse...

Vou falar algo que pode até soar polemico
Com tudo que vinha rondando o clássico,a expectativa de goleada,fazer 2 a 0 ainda no primeiro tempo,adversário ja entregue,passar por aquela pressão desnecessaria no final,com risco até de tomar o empate,eles acabaram saindo do jogo como "vencedores morais" ganhando até um alento pro resto do carioca....
Um jogo que servia pra sepultar de vez o defunto acabou quase o ressuscitando....

SRN

@godinhofelipe

Ana Cecilia(@Cissa_Morena) disse...

Gil, concordo em tudo que disse.
Achei muito ruim a palhaçadinha do time entrar na onda da torcida e ficar dando olé.
Passe de letra ou calcanhar tem q ser qdo está ganhando de MUITO e não de 2x0.
Adorei o Luxa ter colocado o Fierro no lugar do Vander e não do Renato Canelada, pois ele fez isto logo após uma palhaçadinha do menino no meio campo.
O TN7 foi muito bem ontem, o Renato que critico mt fez um passe espetacular e volto a dizer q confio no Deivid, pois mostrou q em clássico marca, enquanto o Wanderley e o Vander tem q amadurecer mais.
Bjoks,
Cissa

Míndaro disse...

Grande Gil:
Vou deixar o comentário sobre esquema tático pro posto do Tozza que virá sobre o tema. Qto a isso, em resumo: complicadas as subtituições, o time sentiu. Parece que o Luxa resolveu fazer testes em clássico.
Mas ganhar do Bacalhau... Se já é bom ver o time do cinto de segurança na camisa perder de qq um, ainda mais causar o chororô! Sempre será bom...
Mas o carioquinha já era. Salvo nostalgias de nossas infâncias, títulos memoráveis e derrotas sofridas, não faz mais sentido. Pras torcidas e pros times grandes pelo menos, pq pros pequenos e pra federação continua fazendo. Nem preciso me alongar aqui na história do apoio político, do voto que vale igual pra Nação e pra Canto do Rio, pra busca de apoio político agradando os pequenos, etc.
Os estaduais não fazem mais sentido. Ou faz algum sentido pagar salário de Ronaldinho pra jogar contra o Nova Iguaçu? E admitamos: salário de Fred e Conca pra jogar com o Olaria?
O futebol mudou, encareceu, virou atividade que gira e demanda milhões, e é pra ser consumido tbm por milhões. Depois ficamos com dificuldade pra pagar a folha... Faz sentido o classico dos milhões ter 10, 12 mil pagantes?
O carioquinha dá prejuízo, ainda mais com o numero de participantes inchado.
E os estaduais servem pra outra coisa: pra criar um falso otimismo.
Quantas vezes não achamos que tinhamos um timaço pq ganhamos o carioca, e depois fizemos uma temporada pífia em âmbito nacional?
Se o Wellinton não tivesse cabeçeado pra cima no gol do Vascú, e 2 ou 3 chutes nossos tivessem entrado? Um hipotético 5x0 nos levaria aos céus, a maioria estaria pagando o maior pau pro time, achando as substituições do Luxa maravilhosas, que o Egídio é o maior lateral do mundo, que o Renato é melhor que o Xavi, etc.
E estaríamos nos iludindo muito feio.
Estadual devia ter, no máximo, uma fase classificatória entre os pequenos, da qual sairiam uns 4 times pra um mata mata com os 4 grandes (vamos dar uma colher de chá e continuar classificando o Bacalhau como "grande"). Não ia ter tanto desperdício de dinheiro, faríamos uma pré-temporada legal, e em 15 dias resolviamos o estadual.
E sem ficar goleando o Madureira ou Bonsucesso pra se achar o fino da bola. Uma partida contra um pequeno e já iamos encarar um grande, pra ver como anda o time.
Como este ano vou começar a ficar animado depois de passar do Foguinho na semi e decidir a Taça Guanabara com o Florminense.
Sempre adorei o carioca, puta compeonato charmoso, mas enquanto se insistir nesse modelo, ganhar do Bacalhau vai ficar cada vez mais sem graça.
Mas como é o que tem pra hoje: CHUUUUPA BACALHAU FEDORENTO!

TORCIDA FLAMANOLOS disse...

Bom,
Desde 2008 que os Chorões tomaram o lugar deles do posto de Vice do Mengoo. E agora, perderam até o posto de 4ª força do Rio.
Eles eram mais felizes na Série B. Seria esse o lugar deles?

Sinceramente, sinto pena da minha avó, que ama o Vasco mesmo não tendo toda a sanidade de anos atrás. Sinto pena dos meus tios fanáticos também, mas não temos culpa disso.

Bem-vindo, Mequinha! Não é clube grande, mas é a 4ª força do Rio!

@RenatoCroce (Alexi Lalas)

Mariana Terra disse...

Belo comentário do Mindaro...

Já não é de hoje que eu canto a pedra que o Vasquin e o Parrrmera deviam pedir concordata e fechar as portas! êta timinhos que só dão desgosto aos pobres torcedores! Bom tempo aquele em que nós, seres superiores e rubro-negros, sentíamos orgulho de ganhar do Vasquin... hoje, só sinto dó!

Só me resta lembrar da final do Carioca 2001 (10 anos!!!), 3x1 de virada, com aquele golzin danado do Pet... aquela cena do Élton voando na bola, ela entrando no ângulo... Pet correndo e depois caindo deitado na grama... Zagallo berrando... a torcida do Vasquin, que tava cheia de si, não acreditava naquela vice, mais um vice... êta tempo bão!!! Aquele só foi, eu disse só foi, o jogo e o gol mais emocionante que eu já presenciei!

SRN!
@MarianaTerra