quarta-feira, 17 de setembro de 2008

CAIO JR: LOUCO OU VISIONÁRIO

Galera,

Acho que o Caio Jr não está batendo bem da cachola. Tudo bem que o cara tá sofrendo um pressão braba, afinal, tá dirigindo o maior time do país, o nosso Mengão. Mas ele já deveria estar preparado para as agruras que se avizinhavam quando aceitou tal missão, né, não?

Ele alegou, em entrevista recente, que não consegue entrosar o time do Flamengo por conta de contusões, suspensões e da má fase de alguns jogadores importantes, que o obrigam a mexer demais na equipe. Mas, peraí. Obrigam porque? Quem obriga? Será que os dirigentes ficam pentelhando ele a botar esse ou aquele caboclo entre os 11? Ou o 'oclinhos' tá fazendo igual ao seu período no Palmeiras, quando fez um bando de besteiras, cedendo aos gritos e pressões da torcida, só porque o time atravessava um período ruim?

Queria saber, de verdade, qualé a resposta pra essas questões. Porque não creio que o Márcio Braga ou o Kleber Leite fiquem do lado dele dizendo "deixa o Jaílton" ou "coloca o Éverton no meio e tira ele do ataque". Quem faz isso é o torcedor (nós) e os comentaristas esportivos. De resto, julgo que o maluco tem liberdade total pra botar pra jogar quem lhe der na telha. Mas ele vêm escalando muito, muito mal: empurra os laterais pra jogar como meias, depois manda eles voltarem pra ala. Bota o Íbson de primeiro volante, depois muda pra segundo porque o jogador pediu. Tira o Jaílton e põe o Toró. Saca de novo, recoloca o Jaílton, mas com o Airton junto. Puxa o Éverton pro ataque. Depois, manda o garoto recuar pro meio e armar as jogadas. Entra com Erick Flores e adianta o Paraíba pro ataque. Abre dois jogadores de ataque nas pontas, mas tira o homem de área e bota um meia-atacante ali. Esses são apenas alguns exemplos das inúmeras mexidas e testes que o Caio Jr já fez e não manteve. Será que assim o time vai entrosar? Eu, leigo, creio que não. O que deve achar o Vanderlei ou o Muricy?

O resultado de todas essas confusas intervenções do treinador é um meio-campo confuso, um ataque que não chuta a gol e, agora, uma defesa confusa, atrapalhada e frágil. Foda é que a defesa na época do Joel estava muito bem armada, mas agora já começa a falhar jogo atrás de jogo, tomando uma média de um gol por partida, que indica que precisamos fazer pelo menos dois para ganhar.

Agora é a vez de Caio Jr colocar Vandinho e Josiel como titulares. Pode dar certo? Claro que pode! Mas somente se ele deixar os dois malucos juntos por algum tempo para pegarem entrosamento. Mesmo que na próxima partida, contra o Ipatinga, os caras sejam um desastre e a gente, torcida, volte a esculachar nas vaias. Foda-se. Técnico do Flamengo tem que ouvir tudo e se manter forte, firme, inabalável e, acima de tudo, desejoso pela vitória. Como foi o Carpeggiani em 81, o Capita em 83 e o Carlinhos em 87 e 92.

Aliás, o Violino sofreu bastante em todas as vezes que assumiu o Fla. Diziam (a imprensa) que ele não era treinador pro Flamengo, que tinha voz fina e que não era capaz de comandar, com seu jeito acanhado e manso, um time de estrelas. Chegaram até achar que ele era homossexual. Mas o maluco cagava pras críticas e foi campeão. Duas vezes, aliás.

Quando comparo os erros que o nosso 'treineiro' está comentando agora, com seu período infeliz no Palmeiras, não quero crucificá-lo. Quero apenas alertá-lo para evitar que os equívocos se repitam, como, de fato, estão ocorrendo: ele está confuso, não consegue escalar uma mesma equipe e, ultimamente, com a cobrança, tem-se mostrado ríspido e grosseiro com os jornalistas, o que eu acho ruim pra ele e pro Flamengo. EXATAMENTE as mesmas coisas que o fizeram cair do comando do alviverde paulista.

Enfim, acho que está na hora do Caio Jr parar, refletir e beber um pouquinho da história do nosso clube e seus grandes treinadores. É nela que ele vai encontrar o sentido e a inspiração para conduzir o maior clube do futebol brasileiro, pentacampeão mundial. Ele está no auge do auge de sua carreira. Ele está no Mengão.

Vamo que vamo, Mengão!

Gil

2 comentários:

vôo do urubu disse...

O estagiário está confuso.

Saudação rubronegra!

André Monnerat disse...

Eu concordo que o Caio andou mexendo muito no time, escrevi bastante sobre isso já... Foi o que mais nos atrapalhou durante a fase negra do campeonato. No que os resultados pararam de vir, bateu o desespero e ele se perdeu.

Mas acheu que, desde o jogo contra o Grêmio, ele voltou a encontrar uma estrutura básica pro time. Que é o mais importante.

Pra mim, ele tem que definir a formação que quer. A partir daí, peças vão ser alteradas, porque temos mesmo muita gente chegando e esperando chance. O problema é mudar a função de cada um - o cara ser lateral num dia, armador no outro, atacante no seguinte. Ou o próprio time jogar no 3-5-2, daí no 3-4-3, depois no 4-4-2.

Agora...
Esse time que ele tá ameaçando pra domingo, não confio não.