quarta-feira, 11 de março de 2009

PRESSÃO TOTAL

Não dá pra ser jogador do Flamengo e não sofrer pressão. E alguns jogadores estão começando a compreender isso da pior forma possível: com muita cobrança e salários atrasados. Bruno e Josiel são os maiores exemplos de jogadores que se destacaram com torcidas de massa, porém MUITO MENORES que a do Flamengo, e agora estão perdendo o controle diante da massa rubro-negra, que é muito mais numerosa e exigente.

Em sua coluna no site Globoesporte.com, Décio Lopes, excelente repórter e um cara muito coerente, escreveu uma espécie de pedido de trégua para a torcida do Flamengo. Zico, sempre ele, também foi coerente ao dizer que o Bruno exagerou em atacar o Andrade e que o Fla só não puniu o goleiro porque não paga e não tem moral pra disciplinar ninguém. Mas o galo esqueceu de falar (ou os jornalistas esqueceram de botar) que essa discussão só aconteceu porque tá todo mundo de cabeça cheia, né, galera? É difícil demais (já passei por isso), receber atrasado. Os salários dos jogadores ainda estão em condições menos piores. Agora imagine os funcionários, que ainda não receberam férias, 13o e os salários? O clima na Gávea deve estar terrível e deste jeito não dá pra manter a cuca fresca - sem trocadilhos.

Quero, então, pedir que leiam o artigo do Décio Lopes que segue, na íntegra, abaixo. E coloquem seus comentários na seção de comentários (claro).
Trégua para os ídolos em crise
ter, 10/03/09
por decio.lopes


O Flamengo passa por um momento bastante complicado. Desânimo, baixo astral, críticas, resmungos, caretas de jogadores a cada treino. Tudo muda muito rapidamente no futebol, mas hoje eu diria que ninguém na Gávea parece feliz (motivado até eu diria que o Cuca está, talvez mais pela provocação que ouviu da torcida do Botafogo que por outros motivos). De resto, muitas cabeças baixas e olhares perdidos. Você já viu algum grupo tornar-se vencedor assim?

A semi-final da Taça Guanabara, claro, tem muito a ver com este clima de velório. Foi uma derrota inesperada, doída e que simplesmente não pode acontecer. Mas eu ainda acho que este cenário cheio de nuvens negras está muito mais relacionado a problemas de fora de campo do que às deficiências da equipe. Eu já disse isso aqui e repito: elenco o Flamengo tem. Um time bom. Cinco ou seis jogadores de primeira qualidade no futebol brasileiro atual. Mas os atrasos de salários, a bagunça administrativa, a falta de estrutura e o caos político trouxeram ao clube um estranho clima de ”fim de festa”, de desesperança. Parece - cruz credo! toc toc toc! - o Brasil do fim dos anos oitenta. Aquele ar tenebroso de que a única saída é o aeroporto.

Neste momento de divórcio entre o clube, o time e a maior torcida do Brasil curiosamente vemos justamente os grandes ídolos serem os que mais “apanham”. Por um lado é normal. O jogador de maior salário (ao menos quando este é pago!) e que desperta mais expectativas é sempre o mais cobrado. Mas neste caso o processo parece se radicalizar e trazer resultados ainda piores. Veja, por exemplo, o lateral Juan - sempre coberto de elogios, adorado, pedido pelos rubro-negros para a seleção. Saiu vaiado de campo e é um dos que mais preocupam com o seu ar abatido. E o Léo Moura? Outra estrela da companhia, outro bom jogador que já viveu fases de ouro na Gávea. Agora tem que mudar de posição para se reencontrar (ok, a solução também é necessária para o time que parecia previsível demais, mas vem muito bem a calhar para o próprio Leo, que precisa urgentemente de uma “repaginada”, de uma boa novidade na carreira). Bruno para mim é um goleiraço. Se tivesse um pouco mais de maturidade poderia seguir os passos do brilhante Júlio César. Mas agora é chamado de frangueiro e vaiado. Por fim, e este o que mais causa espanto: Fábio Luciano. O jogador que conquistou o Rio de Janeiro, que identificou-se completamente com o clube, que já vinha sendo apontado para cargos de gerência no Flamengo… Agora recebe um mar de críticas e a ameaça de barração.

Longe de mim condenar o torcedor por estas cobranças e pela decepção de ter sido eliminado pelo Resende. Longe de mim (mas muito longe mesmo!) tirar a razão do indignado rubro-negro que não consegue entender uma potência de mais de 30 milhões de torcedores não ter dinheiro para água quente e luz, não ter um centavo para pintar os muros da gloriosa sede… É preciso entender a revolta deste torcedor, tudo bem.

Mas já não será baixo astral demais? Será que já não está passando do ponto e isso vai acabar revertendo em mais tristeza e mais decepção para o próprio torcedor? As críticas foram feitas, as “esculhambadas” gritadas, as vaias falaram alto. Todos ouviram e foi bom que tenham ouvido.

Mas será que já não basta de desânimo?

O segundo turno está apenas começando e apesar de (mais um vez!!) o time jogar mal, os três pontos vieram. Não seria a hora de uma trégua, especialmente com os grandes ídolos da equipe?

Acho que sim. E isso não é covardia, fraqueza ou bajulação. Não é ser feito de bobo. Penso que, ao contrário, é uma atitude inteligente. Ruim como está, pior ainda sem a menor dose de motivação e esperança.

Talvez a torcida possa dar um crédito de confiança a Juan, Léo Moura, Bruno e Fábio Luciano. Pra começo de conversa.

A temporada está só no início! Com problemas, dívidas, preocupações, absurdos - é verdade. Mas, quem sabe, algumas vitórias possam significar a volta de bons ventos e de algum clima positivo.

Esta atmosfera medonha, esta desesperança causada pelos dirigentes atuais e passados não pode dominar a Gávea. Até porque - para o momento e para o futuro - tem que haver uma saída para o clube! Não é possível que a irresponsabilidade de uns poucos vença o amor e a determinação de uma nação.

No futebol as vitórias são milagrosas. São o oxigênio. São a alma. E elas só chegam quando os maiores talentos estão felizes e motivados.

LEONARDO PRESIDENTE!

Gil

4 comentários:

Brasileirão disse...

Oi Fabio, amigo torcedor
Venha blog livre de censura das companhias de mídia sobre futebol no Brasil para todos os nossos usuarios fanaticos ver!
Brasileirão.com
está lançando o Vc Repórter, com ele Você pode enviar notícias, fotos, videos ou audios relacionadas a sua time ou torcida para o Portal Brasileirão e relacionadas categorias / times, torcidas.
Você é convidado a criar e publicar notícias na nossa característica única o Vc Repórter que foi introduzida para capacitar torcedores e torcidas como você relatar notícias locais para todo o povo a ver.
Sua notícia será publicada imediatamente com o seu nome.
Este é o melhor fórum social sobre futebol para você expressar suas opiniões.

Bem-vindo!

André Monnerat disse...

Bicho, qual foi a torcida de massa com a qual o Josiel se deu bem?

Alexandre Gatuso disse...

ANDRE VC NAO SABE QUE O JOSIEL JOGO NO PARANA CLUBE??????????? MAS EU DESCORDO DE VOCÊ E DO DECIO LOPES GIL PORQUE ACHO QUE OS CARAS TEM QUE SEREM COBRADO PQ ESTÃO JOGANDO NO FLAMENGO SIM!!!!!!!!!!! SE ELES NÃO TÂO AGUENTANDO A PRESSÂO ENtÃO TEM QUE DEIXAR O CLUBE LOGO!!!!!!!!!!!!!!!!!

Caio de Almeida disse...

Acho que a torcida precisa se acalmar, de fato. Não creio que essa pressão das vaias ou mesmo lançar bombas e foguetes no treino seja a solução. Muita cobrança causa estagnação e não ação, que é o que queremos.

SRN