quarta-feira, 5 de agosto de 2009

PARA QUAL FLAMENGO VOCÊ TORCE?



Ontem a noite eu assisti a dois jogos na televisão. O primeiro começou às 21:50h, quando o time do Goiás enfrentou uma equipe rubro-negra com uma camisa e uma escalação bem parecida com a do meu Flamengo. O time verde massacrou o adversário confuso e indefeso e, com uma ajuda do Heber ROUBerto Lopes, venceu por 2X0. Até o marginal do Leo Lima marcou um gol, depois de dar uma cotovelada na nuca de um jogador bem parecido com o Willians.

Assim que esta partida acabou, começou o jogo do meu time, o Flamengo, do Rio de Janeiro, pentacampeão brasileiro, time de maior torcida do Brasil e um clube que conquistou alguns dos maiores títulos mundiais através de bom futebol e, fundamentalmente, muita raça.

Mas, estranhamente, o jogo entre o meu Flamengo e o Goiás, começou com o placar em 2X0, como se fosse continuação daquele jogo anterior, entre o mesmo time alviverde e uma mulambada que até se parecia com o clube da Gávea.

"Deve ser algum erro do placar da Globo", pensei. Mas, mesmo sem entender, continuei assistindo a peleja. E valeu à pena. Porque o Mengão, comandado por um surpreendente Petkovic de 36 anos, correu atrás dos dois gols de vantagem que deram pros caras, empatou a partida e teve TODAS AS CONDIÇÕES para virar.

Presepadas à parte, fiquei MUITO triste e desiludido com o resultado negativo de ontem. Achei que podríamos ter ganho. Na pior das hipóteses, merecíamos ao menos o empate, pelo segundo tempo que jogamos.

Tá certo que no começo do jogo fiquei com nojo do futebol que o Flamengo jogava. Time desorganizado e sonolento, deixou o Goiás fazer o queria e tomou 2 gols seguidos. O primeiro, numa falha do Denis Marques - coitado - que estava ABSOLUTAMENTE sem ritmo e deixou o atacante goiano sozinho pra cabecear no canto do Bruno. Mas a falha também foi de avaliação da comissão técnica e de Andrade, que meteram o maluco em campo sem condições de acompanhar o resto da galera. Já o segundo gol... ah, o segundo gol. Léo Lima entrou de cotovelo na nuca do Willians, derrubou o cara no chão NA CARA do Heber ROUBerto Lopes, mas o juizinho cretino não deu falta e permitiu que o marginal arrematasse de canhota pro gol. Bruno, que não anda pegando nada, não alcançou a bola e os caras abriram dois de vantagem.

Mas não foi o erro do careca ladrão imundo que fez o Fla perder o primeiro tempo. O time goiano jogava melhor e, no Twitter, enquanto assistia o jogo, cheguei a acreditar que levaríamos uma clamorosa goleada, tamanha a fragilidade que podia ser notada em campo.

No segundo tempo a história mudou. Sentindo a morosidade de Kléberson e a falta de condições de Denis Marques, Andrade meteu Pet e Bruno Paulo. No primeiro lance entre os dois na esquerda, já deu pra ver que daria certo: o moleque recebeu do sérvio, cruzou uma bola pra área, que acabou sobrando do outro lado pra Léo Moura cruzar novamente tentando encontrar Adriano. E até encontraria, se não fosse o zagueiro do Goiás empurrar o camisa 10 dentro da área para deslocá-lo. Pênalti, que o clone do Kojak não apontou.

No prosseguimento do lance, menos de um minuto depois, Adriano recebeu novamente uma bola dentro da área, desta vez rasteira, tentou dominar e foi puxado pela camisa. Sem poder arrumar uma nova desculpa pra nos prejudicar, Heber ROUBerto Lopes, muito a contra-gosto, apontou a cal. O Imperador correu pra bola, bateu forte, no meio (com direito a escorregada) e diminuiu a vantagem esmeraldina: 2X1.

Com mais raça e melhor futebol, o Flamengo partiu frenético pro ataque. O Goiás se retrancou, mas a igualdade parecia apenas questão de tempo. Era só o Flamengo insistir mais um cadinho, que o time verde abriria as pernas, que nem aquela namoradinha que diz "não", querendo dizer "sim". Tentávamos de todas as maneiras a penetração, mas errávamos o último passe. Era cruzamento da direita, cruzamento da esquerda, infiltração pelo meio. Tudo no "quase".

E o empate veio recompensar o cara mais motivado do jogo: o gringo Petkovic. O branquelo pegou a criança na intermediária, iludiu um zagueiro com uma puxeta de perna esquerda, partiu pra dentro de outro, deixou ele pra trás, abriu espaço com a destra e ensacou a bola lá na emenda da rede com a grama, no canto esquerda do goleiro com nome de cometa: Harley. 2x2 e delírio tanto de Pet quanto da Nação, que lotou o estádio.

Andrade começou a se mexer no banco, empolgado com a reação. Chegou a chamar Zé Roberto pra aquecer, o que me fez rezar 10 ave-maria e 10 pai-nosso. No meio do caminho, ele mudou (graças a Deus) de idéia e colocou Lennon, que entrou tão apagado e sem-graça que mais parecia a Yoko Ono.

Ansiosos e sentindo que a pressão constante assustava o time de Hélio dos Anjos (como odeio esse cara), o Fla partiu pra dentro pra tentar a virada a qualquer custo. Angelim, Mike "Aírton" Tyson, Wellinton (odeio ele mais do que o Hélio dos Anjos) e Willians já não tinham mais qualquer compromisso com a marcação e avançavam com a bola nos pés a todo momento. E foi desse vacilo ai que a mulambada se aproveitou: numa saída rápida em contra-ataque, o imundo do Léo Lima recebeu a bola sem marcação na entrada da área (tava todo mundo voltando do campo de ataque no desespero). Quando a cobertura chegou, TODOS OS 3 ZAGUEIROS DO FLAMENGO foram em cima do ex-bacalhoso, fato que acabou permitindo a penetração de Iarley, que, sozinho, só teve que chutar pro gol (claro que o Bruno nem tocou na bola) pra desempatar e decidir uma injusta partida em 3X2.

Com a derrota o Flamengo fica estagnado na décima posição, com seus 24 pontos. Na próxima rodada, a gente pega os 'Curíntia' no Maracanã. Infelizmente o nosso amigo Ronaldo Fez-no-homem-nu, voltou a quebrar a munheca e não participará do confronto que, não preciso nem dizer, TEMOS QUE GANHAR!

VAMO QUE VAMO, MENGÃO!

Gil

7 comentários:

Matheus Brum Siqueira disse...

Gil e seus comentário sensacionais, vc disse tudo o que foi essa partida.
O que mais me impressionou, foi a vontade do Adriano no segundo tempo, correndo para busacar a bola, chamando o jogo, e consequentemente liberando o Pet (que noite inspirada, tomara que seje titular) para jogar muito e dar um ânimo naquele marazo que era o Flamengo no primeiro tempo.
Mais é isso ai, agora é matar gambás no Maraca, temos que ganhar, sem desculpas.

vôo do urubu disse...

Pet nao foi surpresa. Surpresa e´ o time nao ter ninguem no meio campo com as evidentes qualidades do Pet.

Saudaçoes rubronegras!

Felipe disse...

E a zaga do Fla, novamente, mais perdida do que filho de puta em Dia dos Pais.

Volta, Fábio Luciano!

Alexandre Gatuso disse...

ESSE POST FICOU MUITO FODA MALUCO EU NÃO ENTENDO COMO TU NÃO É COMEDIANT!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! A ZAGA DO FLAMENGO NÃO EXISTE MESMO COMO O FELIPE AI ENCIMA DISSE E O MEIO CAMPO TAMBÉM NÃO JOGOU NADA ATÉ O PET RNTRA EM CAMPO E QUASE VIROU O JOGO PARA AGENTE!!!!!!!!!!!!!!!!!! O FLAMENGO PODE MELHORAR SE O ANDRADE PARA DE ESCALAR O TIME DO CUCA E BOTAR O DELE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ercio Bamberg disse...

Quando se perde por erro da arbitragem fica um gosto muito ruim mesmo, mas culpar juiz é coisa de botafoguense. Prefiro implorar pro Andrade arrumar essa defesa ridicula. Tres zagueiros que nao valem por um fabio luciano...

Dri Viaro disse...

Oi, vim conhecer seu blog e desejar bom fds
bjss

aguardo sua visita :)

Gato Mestre disse...

Excelente análise.